Inteligência (Portugal)

A Resposta Criativa ao Agora
Livro — Também disponível em outros formatos:eBook (English)
Out of stock
Tudo aquilo que existe é regido por alguma forma de inteligência, pois tem um objetivo e um sentido.
Tudo aquilo que existe é regido por alguma forma de inteligência, pois tem um objetivo e um sentido.

Extraído de: Inteligência: uma dádiva da natureza
“A inteligência é confiar no seu próprio ser. Inteligência é viver neste momento, não ansiar pelo futuro. Inteligência é não pensar no passado e não se preocupar com o futuro – o passo já não existe e o futuro ainda não existe. Inteligência é fazer o máximo uso do momento presente que está disponível. O futuro vai sair dele. Se este momento for vivido com prazer e alegria, o próximo momento vai ser um fruto dele. Vai trazer mais alegria, naturalmente, mas não há necessidade de se preocupar com ele. Se o meu hoje foi dourado, o meu amanhã vai ser ainda mais dourado. De onde é que ele vai surgir? Vai ser uma consequência do hoje.

Se esta vida foi uma bênção, a minha próxima vida vai ser uma bênção maior. De onde é que ela vai surgir? Vai crescer de mim, da minha experiência vivida. Por isso, uma pessoa inteligente não está preocupada com o céu nem com o inferno, não está preocupada com o além, nem está preocupada com Deus, não está sequer preocupada com a alma. Uma pessoa inteligente vive simplesmente com inteligência e Deus e a alma e o céu e o nirvana, tudo se segue naturalmente.

Você vive na crença; a crença é estúpida. Viva através do conhecimento; o conhecimento é inteligência. E inteligência é meditação.

As pessoas estupidas também meditam, mas certamente que meditam de uma maneira estúpida. Elas pensam que você tem de ir à igreja todos os domingos durante uma hora – esse hora é para ser dedicada à religião. Esta é uma maneira estúpida de se relacionar com a religião. O que é que a igreja tem a ver com isso? A sua vida real está nos seis dias. O domingo não é o seu dia real. Você vai viver não religiosamente durante seis dias e depois vai à Igreja só por uma ou duas horas? Quem é que está a tentar enganar? A tentar convencer Deus de que frequenta a igreja…

Ou, se se esforçar um pouco mais, então todos os dias, durante vinte minutos pela manhã e vinte à noite, você faz meditação transcendental. Você senta-se com os olhos fechados e repete um mantra de uma maneira muito estúpida, “Om, Om, Om”, que aborrece a mente ainda mais. Repetir um mantra mecanicamente rouba-lhe a sua inteligência. Não lhe dá inteligência, é como uma canção de embalar.” Osho
More Information
Publisher Bertrand Editora
ISBN-13 978-9722524032
Dimensions (size) 11 x 17 x 2 cm
Number of Pages 264